Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MUSICPORTUGAL

Um novo conceito de Música / A new concept of Music

»NovaEstrela: Emanuel Pinto

»NovaEstrela é o espaço dos novos artistas! Os músicos portugueses que se estão a lançar neste mundo da música, merecem a devida especial atenção, neste novo espaço de informação, onde temos como objetivo alagar a nossa vasta lista de músicas... de músicas portuguesas!!!

 

Se tens uma agência de música que apoia os artistas nacionais, se és um novo artista a solo sem qualquer associação a agências, se tens uma banda, tudo é possivel neste espaço! Se queres ver a tua música divulgada, basta enviares um email, para o meu mail pessoal, tiagoalexandreferreira@outlook.pt... se preferires, podes também enviar um email para radiomusicportugal@gmail.com, o correiro eletrónico oficial da MUSICPT!  Teremos todo o gosto em partilhar as tuas músicas!!! Aqui podes fazer história... aqui começa a tua carreira!

 

 

» Emanuel Pinto, cantor, guitarrista, pianista e compositor, mantém as suas obras fiéis à sua origem portuguesa.

 

Emanuel Martins Pinto, nasce em Gaia no dia 6 de junho de 1995. Cedo apercebendo-se do seu talento e da sua aptidão para o mundo musical, e sendo dono de uma voz e de um timbre bastante vibrante, incapaz de ser indiferente a qualquer pessoa, aprendeu e estudou guitarra ao encargo do Professor Joaquim Pereira. Com o professor partilhou um forte laço de amizade e companheirismo, o que desenvolveu uma grande e excelente relação de cumplicidade no trabalho musical e nos projetos em comum.

 

Com uma mente inquieta e uma vontade enorme de continuar a aprender e desenvolver enquanto músico, acompanhada de um vasto interesse pela música, Emanuel procurou aprender e dominar sozinho, e com sucesso, o piano. Começou com apenas 12 anos a partilhar as suas aptidões com o público em pequenas atuações e concertos.

 

O seu percurso e desenvolvimento profissional contam com uma passagem pelo curso de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e também por uma formação em teatro com Leandro Vale. Graças à sua aptidão e uma maturidade muito além dos seus 22 anos de idade, Emanuel é o autor das letras e dos temas das suas canções, todas elas originais e em Português. Contando sempre com a ajuda e o apoio do amigo Marco Jung na composição, masterização e produção dos seus trabalhos, o mesmo também da área. Contou ainda com a participação de Dávide Zaccaria na sua música “O Ruído do Silêncio” e com Abílio Caseiro em “Névoa”.

 

Aos 22, escreve, compõe, toca, canta e masteriza as suas peças e conta com o apoio de Marc Jung, na realização das mesmas. Tem o seu próprio canal em plataforma youtube (https://www.youtube.com/channel/UCfJOjhb0S3Gk0t0-0xSVxwA) no qual podemos encontrar as suas obras “Névoa” (https://www.youtube.com/watch?v=eb8ONVaebtw), “O Ruído do Silêncio” (https://www.youtube.com/watch?v=ySyqEdDiYbc) e “Não vás por aí” (https://www.youtube.com/watch?v=qHI8gi3ryjo).

 

Além das suas obras originais já referidas, podemos ouvir e ver o artista num amplo registo musical de música portuguesa, que passa por António Variações, José Cid, Mariza, entre outros.

 

Residindo em Esmoriz, Ovar, atualmente, o cantor, pianista, guitarrista e compositor Emanuel Pinto, conta com as mencionadas obras e com um percurso de vida que, obstante às dificuldades encontradas, tem sido marcado por vitórias, e sempre acompanhado pela música.

 

É possível seguir o seu trabalho através das suas páginas nas redes sociais, no Facebook como https://m.facebook.com/emanuelpintomusic/ e no Instagram https://www.instagram.com/emanuelpintomusic/.

 

 

emanuelpinto.png

Alice Merton - No Roots

I like digging holes and
Hiding things inside them
When I grow old, I hope
I won't forget to find them
Cause, I've got memories and
Travel like gypsies in the night

I build a home and wait for
Someone to tear it down
Then pack it up in boxes
Head for the next town running
Cause, I've got memories and
Travel like gypsies in the night

And a thousand times I've seen this road
A thousand times

I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots

I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots

I like standing still for
That's just the wishful plan
Ask me where I come from
I'll say a different land
But I've got memories and
Travel like gypsies in the night

I count gates and numbers
And play the guessing game
It's just the place that changes
The rest is still the same
But I've got memories and
Travel like gypsies in the night

And a thousand times I've seen this road
A thousand times

I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots

I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots

I like digging holes, hiding things inside them
When I grow old, I won't forget to find them
I like digging holes, hiding things inside them
When I grow old, I won't forget to find them

I've got no roots!
No roots!

I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots

I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roots
But my home was never on the ground
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots
I've got no roo-oo-oo-oo-oo-oo-oots
No!

 

 

No Roots.jpg