Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MUSICPORTUGAL

Um novo conceito de Música / A new concept of Music

Bárbara Bandeira - E Se Eu

E se eu
Se eu disser que não vou ficar
Se eu não for capaz
De continuar a lutar, lutar

Mas como é que tu
Achas que esse teu desprezo com que encaras tudo
Pode te ajudar a esconder ao resto do mundo
Que não és seguro nem por um segundo

Nem tudo é teu
E agora eu ando aqui às voltas a ver se te entendo
O passado, eu lamento mas não esqueço
Dessa forma lá se vai o sentimento

E eu nem penso muito nisto

E embora não haja compromisso
Eu sei que fico triste
Por saber que alguém existe
E que pode roubar o meu mundo, num só segundo
E eu não nasci p'ra estar em segundo lugar, lugar

E se eu
Se eu disser que não vou ficar
Se eu não for capaz
De continuar a lutar, lutar

E se eu
Se eu disser que não dá
Tudo o que eu dei tu podes guardar
Porque p'ra mim não vai dar
Não vai

E eu não te vou julgar
Mas esse teu jogo, eu não vou jogar
Não foste justo e eu não quero atrapalhar
Se estás noutro mundo então deixa-te estar
Só não venhas com pressa
Tentar meter conversa
Se já não me interessa mais
Voltar

E se eu
Se eu disser que não vou ficar
Se eu não for capaz
De continuar a lutar, lutar

E se eu
Se eu disser que não dá
Tudo o que eu dei tu podes guardar
Porque pra mim não vai dar
Não vai

 

 

32748730_2052063805051827_6386051108506173440_n (1

Benny Blanco, Halsey & Khalid – Eastside

[Khalid:]
Uh
Yeah, yeah

When I was young, I fell in love
We used to hold hands, man, that was enough (yeah)
Then we grew up, started to touch
Used to kiss underneath the light on the back of the bus (yeah)
Oh no, your daddy didn't like me much
And he didn't believe me when I said you were the one
Oh, every day she found a way out of the window to sneak out late

She used to meet me on the Eastside
In the city where the sun don't set
And every day you know that we ride
Through the backstreets of a blue Corvette
Baby, you know I just wanna leave tonight
We can go anywhere we want
Drive down to the coast, jump in the seat
Just take my hand and come with me

We can do anything if we put our minds to it
Take your whole life then you put a line through it
My love is yours if you're willing to take it
Give me your heart 'cause I ain't gonna break it
So come away, starting today
Start a new life, together in a different place
We know that love is how these ideas came to be
So baby, run away with me

[Halsey:]
Seventeen and we got a dream to have a family
A house and everything in between
And then, oh, suddenly we turned twenty-three
Now we got pressure for taking our life more seriously
We got our dead-end jobs and got bills to pay
Have old friends and know our enemies
Now I-, I'm thinking back to when I was young
Back to the day when I was falling in love

He used to meet me on the Eastside
In the city where the sun don't set
And every day you know where we ride
Through the backstreets in a blue Corvette
And baby, you know I just wanna leave tonight
We can go anywhere we want
Drive down to the coast, jump in the seat
Just take my hand and come with me
Singing

[Halsey & Khalid:]
We can do anything if we put our minds to it
Take your whole life then you put a line through it
My love is yours if you're willing to take it
Give me your heart 'cause I ain't gonna break it
So come away, starting today
Start a new life, together in a different place
We know that love is how these ideas came to be
So baby, run away with me

Run away, now
Run away, now
Run away, now
Run away, now
Run away, now
Run away, now

He used to meet me on the Eastside
She used to meet me on the Eastside
He used to meet me on the Eastside
She used to meet me on the Eastside
In the city where the sun don't set

 

 

Eastside-Single-1 (1).jpg

MÚSICA NOVA DO DIA I DJ Dadda ft. Plutonio - Cafeína

Um dos DJ mais conceituados da área de Lisboa e um dos grandes impulsionadores nos novos sons de Lisboa, DJ Dadda lançou o seu primeiro single: “Cafeína”.

 

Com a participação de Plutonio e a co-produção de Mr. Marley, “Cafeína” é o perfeito exemplo da sonoridade Lisboeta, a mistura do Rap com o Afro, e promete ser um dos temas mais tocados este Verão nas pistas de dança.

 

DJ Dadda está a trabalhar no seu primeiro álbum de originais com data prevista de lançamento para o final de 2018. Entretanto estará a solo em tour pelas discotecas do país.

 

Este lançamento tem o carimbo Bridgetown Records e o video foi realizado por Pluma e Pedro Dias.

 

Link digital “Cafeína”: https://DJDaddaCafeina.lnk.to/DUmxEPR

 

 

DJ DADDA FEAT PLUTONIO - CAFEINA COVER.jpg

 

Para ouvires mais SUGESTÕES MUSICPORTUGAL clica neste link: http://musicportugal.blogs.sapo.pt/tag/sugest%C3%A3o+musicpt ... mais MÚSICAS NOVAS em http://musicportugal.blogs.sapo.pt/tag/m%C3%BAsicas+novas.

David Fonseca - Oh My Heart

Oh my heart, stay out of my head
My head, get out of my heart
Oh my heart, stay out of my head
My head, get out of my heart

Here comes a brand new day
Here I go back in the game
Back to the beat of the drum
To find someone to play it with me

Oh, I wanna take it slow
But you know how this goes
When you walked in the room
My heart went boom

My head said uh-oh

And now I spend my nights just dreaming of you
I’ll show you Romeo if you play my Capulet
Sunlight it burns my heart but my head is a tornado
Wanna ride the devil inside but I can’t let go of my halo

Oh my heart, stay out of my head
My head, get out of my heart
Oh my heart, stay out of my head
My head, get out of my heart

Now here I go again
Better get my head in the game
Back to the comes and go’s
The yes and no’s
The rikitiki rikitiki
Oh deep down you know
A young heart still goes
I’m getting a submarine
A reviving machine
Goes ringading ringading

And now I spend my nights just dreaming of you
I’ll show you Romeo if you play my Capulet
Sunlight it burns my heart but my head is a tornado
Wanna ride the devil inside but I can’t let go of my halo

Oh my heart
My heart is up and ready for the show
My head all too afraid to let it go
I know a place where you and I begin
Please do come along
Cus love always wins
Oh love
Oh my heart

 

 

00000032371.jpg

Bob Marley & The Wailers I 40 anos do álbum “Kaya” celebrados com reedição especial a 24 de agosto

No próximo dia 24 de agosto celebrar-se-ão os 40 anos de “Kaya”, o álbum histórico de Bob Marley & The Wailers, editado originalmente em março de 1978.

 

Esta edição especial de aniversário conta com uma nova e vibrante mistura do álbum original levada a cabo por Stephen “Ragga” Marley, que poderá ser descoberta lado a lado à versão original do disco. Esta reedição de “Kaya” estará disponível em 2CD e 2LP, sendo que a versão digital resume-se à nova mistura de Stephen Marley. O álbum será ainda lançado numa edição limitada em 2LP de 180 gramas em vinil verde, disponível exclusivamente no site bobmarley.com.

 

Gravado em Londres, o álbum, que em 1999 foi considerado pela revista Time como o Melhor Álbum do Século XX, partilha toda a alegria, espírito e ADN do material mais inovador de Marley. “Kaya” contém algumas das canções mais marcantes e intemporais de todo o cânone de Marley, incluindo “Is This Love”, “Easy Skanking” e “Sun is Shining”.

 

O álbum foi gravado com a nova formação dos The Wailers, que contava com os irmãos Carlton e Aston “Family Man” Barrett na bateria e no baixo, Tyrone Downie nos teclados, Alvin “Seeco” Patterson na percussão, e as I Threes – Rita Marley, Marcia Griffiths e Judy Mowatt – nos coros, juntamente com o novo membro Julian (Junior) Marvin na guitarra. Duas das canções de “Kaya” já tinham sido editadas no álbum “Soul Revolution” (1971) com diferentes arranjos, nomeadamente o tema título e “Sun is Shining”.

 

O legado artístico de Bob Marley perdura para sempre e esta edição do 40.º aniversário de “Kaya” apenas reforça o quão influente ainda se mantém a música tão especial que criou.

 

Kaya 40” já está disponível em regime de pré-venda.

 

Alinhamento de “Kaya 40”:


1. “Easy Skanking”
2. “Kaya”
3. “Is This Love”
4. “Sun Is Shining”
5. “Satisfy My Soul”
6. “She’s Gone”
7. “Misty Morning”
8. “Crisis”
9. “Running Away”
10. “Time Will Tell”
11. “Easy Skanking (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
12. “Kaya (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
13. “Is This Love (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
14. “Sun Is Shining (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
15. “Satisfy My Soul (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
16. “She’s Gone (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
17. “Misty Morning (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
18. “Crisis (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
19. “Running Away (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”
20. “Time Will Tell (Stephen Marley “Kaya 40” Mix)”

 

bobmarleykaya.jpg

The Independent rendeu-se à fadista Ana Moura em Lisboa

Numa visita a Lisboa para a cobertura do festival Rock in Rio, The Independent elegeu como ponto alto da sua estadia, a voz e presença de Ana Moura, num texto que revela um jornalista absolutamente deslumbrado e rendido a uma das maiores artistas portuguesas de todos os tempos.

 

Num espaço reservado da capital, onde músicos de vários quadrantes têm por hábito encontrar-se, para noites de convívio e de improviso, The Independent teve a sorte de poder ouvir Ana Moura. Numa crónica, que pode ser lida na íntegra aqui, escreve:

 

A um canto da sala, vestida imaculadamente, a sua doce voz dá-nos arrepios. O seu nome é Ana Moura, uma das maiores artistas de Fado reconhecida internacionalmente, que já cantou com nomes como Prince e Mick Jagger (…), sendo comum aparecer nestas noites de Fado para aprimorar o seu ofício. Foi uma noite como dificilmente iremos experienciar novamente (...).”

 

O mesmo texto, que não tem no Fado o seu tema central, salienta ainda a importância do exemplo do canto de Ana Moura não só para demonstrar o amor ou paixão pela música, como um veemente anseio/desejo, que se entrelaça na rica tapeçaria que é a vida quotidiana de Lisboa.”

 

Ana Moura continua a sua digressão mundial para apresentar o último álbum “Moura”,galardoado com tripla platina em Portugal. Em outubro, apresenta-o num dos mais prestigiados palcos do mundo: a Sydney Opera House. Consulte abaixo a agenda completa. Recorde-se ainda que, recentemente, Ana Moura doou a primeira peça de memorabilia associada ao Fado ao espólio do Hard Rock Cafe.

 

anamoura (1).jpg

Márcia lança novo álbum "Vai E Vem" em Outubro

A cantora e compositora portuguesa Márcia, autora de grandes canções como “A Pele Que Há em Mim”, “Cabra Cega” ou “A Insatisfação”, vai lançar, finalmente, um novo álbum no próximo mês de Outubro. E já tem nome: “Vai e Vem”.

O álbum, que será precedido de um single e respectivo vídeo promocional durante o mês de Setembro, é o sucessor dos aclamados “Quarto Crescente” (2015), “Casulo” (2013) e “Dá” (1ª edição 2010 e 2ª em 2011).

Mais informações sobre este novo trabalho muito em breve.

Um regresso muito aguardado.

 

márcia (1).jpg

Piruka - Vai (Prod. Khapo)

[Intro]
Madorna boy

[Verso 1]
Mothafucka, eu só vejo cobras
Vi que estava cá em cima
Quando os que via lá em cima
Começaram com manobras (fuck it)
Vê se anotas, tudo fala da minha vida
Hoje sou uma lenda viva a falar de lendas mortas
Por isso meu tropa, tu vê
Eu vejo que a vida anda meio complicada
Senti o que fiz
Brotha, parei o país quando lancei o "AClara"
A ferida não sara
Hoje tenho tudo, ya
Menos vergonha na cara
Sou vagabundo, vá
Venho do fundo do mundo, para mim não é nada
Eu quero é tudo, o que eu tenho é pouco
Quando era puto sentia o sufoco
Eu só via pó, na via só, o meu pai no Linhó
Saiu de lá louco
Se me chamam rei, quero o meu trono
O que era hobbie virou trabalho
Vejo muito rapper com dor de corno
E o Pirukinha com dor no car****** (nah, nah)
Que venha o bam bam
Não tem amanhã
Vivo o agora, e se eu não acordar amanhã
A minha mamã sobe onde a guita mora
Tu bota fé na vida
A vida é roda, bota fora
E eu ando às voltas na vida
Porque na vida o que vai, volta (mothafucka)


Eles dizem Pirukinha, vai, vai
Yau

[Refrão]
Eles dizem Pirukinha, vai, vai
Eu ando às voltas no mundo, sempre o mesmo vagabundo
Dizem Pirukinha, vai
Vai, vai
Com cara de vagabundo, vim para conquistar o mundo

E dizem Pirukinha, vai, vai
Eu ando às voltas no mundo, sempre o mesmo vagabundo
Dizem Pirukinha, vai
Vai, vai
Com cara de vagabundo, vim para conquistar o mundo

[Verso 2]
E como disse um sábio: "Fã que fodes é fã que perdes"
Mais velho diz haja mais Pirukinhas
Eu digo hajam mais Valetes
Agora 'tá na moda o rap
E, até a Clara já canta
E eu quero criar um império com o rap
Como o Escobar criou a vender branca
Há muito fantoche que quer montar a banca
Afirma-te à firma, tu afirma a banca
A dama confirma, é minha panca
E a fam afirma que a família tranca
Uns escrevem no céu, eu escrevo na varanda
E olha como o puto brilha
Com 25 uma vida santa
E já garanti o futuro da minha filha
Os pategos adoram os tirantes [?] adica e xiantes [?]
Tão ciganinho que anda o Pirukinha
Eu vendi na feira, hoje vendo o meu [som]
E a minha pedra e a minha pedrada
Não era nada, nada de novo
O filho da puta mais visto da tuga
Saiu da Madorna para a boca do povo
E hoje tudo aponta
Tropa, olha que os homens no game estão fracos
O meu conselho para esse bonecos
É cagarem no rap e fazerem reacts
Aqui o palhaço fica no buraco
Até há quem diga que sou chefe do circo
Enquanto uns pensam que sou o elo mais fraco
Sou o elo mais bravo, LL no cinto


Eles dizem Pirukinha, vai, vai
Yau

[Refrão]
E eles dizem Pirukinha, vai, vai
Eu ando às voltas no mundo, sempre o mesmo vagabundo
Dizem Pirukinha, vai
Vai, vai
Com cara de vagabundo, vim para conquistar o mundo

E dizem Pirukinha, vai, vai
Eu ando às voltas no mundo, sempre o mesmo vagabundo
Dizem Pirukinha, vai
Vai, vai
Com cara de vagabundo, vim para conquistar o mundo

[Outro]
E querias ser igual a mim
Mothafucka, não vais ser

[Refrão]
E eles dizem Pirukinha, vai, vai
Eu ando às voltas no mundo, sempre o mesmo vagabundo
Dizem Pirukinha, vai
Vai, vai
Com cara de vagabundo, vim para conquistar o mundo


E dizem Pirukinha, vai, vai
Eu ando às voltas no mundo, sempre o mesmo vagabundo
Dizem Pirukinha, vai
Vai, vai
Com cara de vagabundo, vim para conquistar o mundo

 

 

pirukavai.png

6ix9ine, Nicki Minaj, Murda Beatz - “FEFE”

[6ix9ine:]
It's fuckin' TR3YWAY!
It's King of New York, lookin' for the Queen
[Nicki Minaj:]
Uh, you got the right one
L-let these-l-let these b-b-bitches know, nigga
Queens, Brooklyn, brr, ah!
[Baka:]
Murda on the beat so it's not nice!

[6ix9ine:]
Pussy got that wet, wet, got that drip, drip
Got that super soaker, hit that, she a Fefe
Her name Keke, she eat my dick like it's free, free
I don't even know like "Why I did that?"
I don't even know like "Why I hit that?"
All I know is that I just can't wife that
Talk to her nice so she won't fight back
Turn around and hit it from the back, back, back
Bend her down then I make it clap, clap, clap

I don't really want no friends
I don't really want no friends, no

Draco got that kick-back, when I blow that, they all do track
They don't shoot back, one shot, close range, red dot
Head tight, yeah, I did that, yeah, I live that
Call a Uber with my shooter, with a Ruger, we gon' do ya
Niggas say they killin' people, but I really fuckin' do it

I don't really want no friends
I don't really want no friends, no

[Nicki Minaj:]
He-He tryna 69 like Tekashi, call him papi
Word to A$AP, keep me Rocky
I'm from New York, so I'm cocky, say he fuckin' with my posse
Copped me Chloé like Kardashi', keep this pussy in Versace
Said I'm pretty like Tinashe
Put it all up in his face, did I catch a case?
Pussy game just caught a body, but I never leave a trace
Face is pretty, ass for days, I get chips, I ask for Lay's
I just sit back and when he done, I be like, "Yo, how'd it taste?"
(Yo, how'd it taste?!)

[6ix9ine:]
I don't really want no friends
I don't really want no friends, no

[Nicki Minaj:]
Ayo, Draco got that kick-back
When it kick-back, you can't get yo shit back, in fact this that bitch
That "I hate small talk, I don't fuck with chit-chat"
AC just stopped workin', so they hit me
Told me bring my wrist back, come through rockin' fashions
That got all these bitches like "Yo, what's that?"

[6ix9ine:]
I don't really want no friends
[Nicki Minaj:]
I don't really want no friends, no

[6ix9ine (Nicki Minaj):]
Eeny, meeny, miny, moe, I catch a hoe right by her toe
If she ain't fuckin' me and Nicki, kick that ho right through the door
(TR3YWAY)
I don't really want no friends, my old ho just bought this Benz
Nicki just hopped in this shit, now I won't see that bitch again
Eeny, meeny, miny, moe (no)
I catch a ho right by her toe (no)
If she ain't fuckin' me and Nicki (no)
Kick that ho right through the door (no, TR3YWAY)

[Nicki Minaj:]
Mmm, Young Money, Young Money bunny
Colorful hair, don't care
I don't really want no friends, I don't really want no friends, no
I don't really want no friends, I don't really want no friends, no
Scum Gang!

 

 

fefe.png

Kodaline com concerto em nome próprio dia 24 de outubro no Coliseu de Lisboa

Os Kodaline confirmam a data do concerto de apresentação da digressão “Politics of Living”. A banda irlandesa atua dia 24 de outubro, no Coliseu de Lisboa.

 

O quarteto de Dublin apresenta em Lisboa o novo disco de estúdio, que será apresentado ao público no próximo dia 10 de agosto. Para este novo trabalho, os Kodaline trabalharam pela primeria vez com um leque variado de escritores e produtores, incluindo o guru pop Wayne Hector, Jonny Coffer (Beyonce, Emeli Sande, Naughty Boy e Two Inch Punch (Rag ‘n’ Bone Man, Sam Smith). Este é o trabalho sucessor de “Coming Up For Air”, editado em 2015 e Disco de Ouro no Reino Unido. Já o álbum de estreia, “In A Perfect World”, vendeu mais de um milhão de cópias em todo o mundo e já soma mais de 200 milhões de visualizações no canal Vevo.

 

Os Kodaline são Steve Garrigan (voz, guitarra, teclados, bandolim e harmónica), Mark Prendergast (guitarra, voz secundária e teclados), Vinny May (bateria e percursão) e Jason Boland (baixo e voz secundária).

 

BILHETES À VENDA NOS PONTOS DE VENDA OFICIAIS 24 DE JULHO A PARTIR DAS 10H00

 

24 DE OUTUBRO || COLISEU DE LISBOA


Plateia em pé / Balcão / Galeria de pé * 30€
Camarote 1.ª Frente * 37€
Camarote 1.ª Lado * 35€
Camarote 2.ª Frente * 35€
Camarote 2.ª Lado * 30€

 

Locais de venda: everythingisnew.pt, FNAC, El Corte Inglés, Worten, CTT, Agência ABEP, Seetickets, Masqueticket.

 

kodaline.png

The Vaccines na primeira parte do concerto de Imagine Dragons dia 04 de setembro

Os Imagine Dragons acabam de confirmar os britânicos The Vaccines para a primeira parte do concerto que terá lugar dia 04 de setembro em Lisboa. A banda de indie rock liderada por Justin Hayward-Young vai juntar-se aos norte-americanos numa noite já praticamente esgotada, onde irão mostrar porque é que são considerados uma das grandes promessas inglesas do rock atual.

 

A banda já conta com quatro álbuns de estúdio, “What Did You Expect from the Vaccines?” (2011), “Come of Age” (2012), “English Graffiti” (2015) e “Combat Sports” (2018), que já venderam mais de um milhão de discos por todo o mundo. O disco de estreia foi número um no Reino Unido, tendo sido comparado a bandas como The Ramones e The Jesus and Mary Chain.

 

Os The Vaccines já foram foram convidados a juntarem-se a digressões de alguns dos mais gigantes nomes do rock como The Rolling Stones, Arcade Fire, The Stone Roses, Arctic Monkeys, Red Hot Chili Peppers ou Muse, entre muitos outros.

 

 

tourimaginedragonsportugal.png

 

RECOMENDAMOS:

imaginedragonsbanner (1).png

"Nelson Mandela Music Tribute - Matosinhos" regressa em 2019!

Foste tu que pediste uma 2ª edição do "Nelson Mandela Music Tribute"?

 

Vamos continuar a celebrar Mandela em 2019 e a MUSICPORTUGAL quer contar contigo. Os mesmos dias (18, 19 e 20 de julho de 2019), o mesmo espírito.

 

Acompanha todas as informações sobre este evento em https://www.facebook.com/NelsonMandelaMusicTribute/ ou https://musicportugal.blogs.sapo.pt/tag/nelson+mandela+music+tribute.

 

nelsonmandela2019.png

 

RECOMENDAMOS:

Imagem1.pngImagem2.pngImagem3.pngImagem4.png