Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MUSICPORTUGAL

UM NOVO CONCEITO DE MÚSICA!

Lançamentos da semana: 08/03/2019

banner1.png

 

Estes são os lançamentos [novos álbuns + novos singles] desta sexta feira, 08 de março de 2019:

 

Nick Murphy & Chet Faker - Sanity

 

Ava Max - So Am I

 

The National - You Had Your Soul With You

 

Juice WRLD - Death Race For Love [novo álbum]

 

Antônio Carlos Jobim - Dindi [novo álbum]

 

Khalid - My Bad

 

Marshmello feat. CHVRCHES - Here With Me

 

John Newman - Feelings

 

Pedro Gonçalves - Tempo

 

Gesaffelstein, Pharrell Williams - Blast Off

 

Expensive Soul - Amar É Que É Preciso

 

CNCO - Pretend

 

Eagles - Hell Freezes Over [novo álbum]

 

Tara Perdida - Reza [novo álbum]

 

André Rieu - Romantic Moments 2 [novo álbum]

 

Philippe Jaroussky - Cavalli: Ombrai Mai Fu [novo álbum]

 

André Rieu - Love in Maastricht [novo DVD]

 

Profjam - #FFFFFF [novo álbum - formato físico]

 

Whitesnake - Slide It In (Deluxe Edition) [2019 Remaster] [novo álbum - especial]

 

James Morrison - You're Stronger Than You Know [novo álbum]

 

Dido - Still On My Mind [novo álbum]

 

Ana Bacalhau + Jorge Benvinda + Sérgio Godinho + Vitorino + Cláudia Guerreiro - Canções de Roda, Lenga Lengas e outras que tais [novo álbum]

 

Foals - Everything Not Saved Will Be Lost Part 1 [novo álbum]

 

Brandi Carlile - By The Way, I Forgive You [novo álbum]

 

Bruno Chaveiro - #Desatino [novo álbum]

 

The Picturebooks - The Hands of Time [novo álbum]

 

Billie Eilish - Wish You Were Gay

 

The Black Keys - Lo/Hi

 

Solange - When I Get Home [novo álbum]

 

Meat Puppets - Dusty Notes [novo álbum]

 

Sigrid - Sucker Punch [novo álbum]

 

Children Of Bodom - Hexed [novo álbum]

 

Cage The Elephant - House Of Glass

 

Gesaffelstein - Hyperion [novo álbum]

 

Vampire Weekend - Sunflower / Big Blue

 

Nuno Ribeiro ft. David Carreira - O Que Fomos

 

João Pequeno ft. Miguel Cristovinho - Mundo dos Grandes

 

Vitão - Café [novo álbum]

 

Andrew Bird - Manifest

 

Mac DeMarco - Nobody

 

Local Natives - When Am I Gonna Lose You? / Café Amarillo

 

Stella Donnelly - Beware of the Dogs

 

Robert Forster - Inferno [novo álbum]

 

Durand Jones & The Indications - American Love Call [novo álbum]

 

Zé Perdigão - EnCanto [novo álbum]

 

Salvador Sobral - Anda estragar-me os planos

 

FKJ - Leave My Home

 

Nadya - Ninguém

 

Hardwell ft. Mike Williams - I'm Not Sorry

 

Martin Jensen ft. James Arthur - Nobody

 

lançamentosdasemanamusicportugal.png

"Bridge Over Troubled Water" da dupla Simon & Garfunkel foi a melhor música de 1970! Recorda aqui este espetacular clássico!

"Bridge Over Troubled Water", escrita por Paul Simon, foi um dos maiores sucessos da dupla Simon & Garfunkel, tornando-se na melhor música de 1970, segundo a plataforma TOP 100 da Billboard.

 

É uma canção cantada apenas por Art Garfunkel e acompanhada pelo pianista Larry Knechtel. A nível de composição, a música tem no total 3 versos, nos quais os dois primeiros terminam com a frase "like a bridge over troubled water, I will lay me down" , enquanto que no terceiro e último verso a frase muda para "like a bridge over troubled water, I will ease your mind". O tema pode ser considerado como uma balada lenta, visto que utiliza acordes muito simples com uma progressão harmónica de um também lento Blues gospel.

 

"Bridge Over Troubled Water" recebeu cinco Grammy's, incluindo o de melhor canção e álbum do ano de 1970. Já foi interpretada por Aretha Franklin em 1971 para o álbum "Live at Fillmore West", Elvis Presley em 1970 e até mesmo por Johnny Cash em dueto com Fiona Apple, música que foi incluída no álbum "American IV: The Man Comes Around" de 2002.

 

Esta canção continua a ser um dos maiores sucessos da música popular, e sem dúvida, uma marca registada e autêntica da dupla Simon & Garfunkel.

 

Recorda agora este espetacular clássico!

 

 

maxresdefault.jpg

Arcade Fire revelam versão de “Baby Mine”, tema para o novo filme do “Dumbo”

Os fãs do programa “American Idol” tiveram o privilégio de ouvir em primeira mão um teaser da nova versão da icónica canção “Baby Mine” pelos Arcade Fire, tema que será integrada nos créditos finais do novo filme de Tim Burton, no qual o cineasta reimagina a história clássica de “Dumbo”.

 

A cena que conta com a emotiva balada “Baby Mine” foi, provavelmente, o momento mais marcante do clássico filme da Disney de 1941Dumbo”. Um momento comovente entre mãe e filho que contou com esta canção com música de Frank Churchill e letra de Ned Washington. “Baby Mine” foi nomeada para o Óscar de melhor canção original.

 

Win Butler, dos Arcade Fire, tem uma relação muito pessoal com este filme de animação. “Existe uma cena no ‘Dumbo’ original com uma locomotiva que usa um instrumento chamado Sonovox, que o meu avô Alvino Rey tornou famoso nos anos 1930”, diz Butler. “Sempre que via o filme pensava que era ele. Pouco depois de nos pedirem para criar a versão dos créditos finais de ‘Baby Mine’, peguei imediatamente nas velhas guitarras do meu avô e comecei a tocar a canção. A minha mãe toca harpa na canção, o meu irmão toca theremin, a minha mulher [Régine Chassagne] canta e toca bateria, e até o nosso filho toca o triângulo, sem mencionar o resto da nossa ‘família’ nos Arcade Fire. Irei ter sempre uma relação forte com a canção e pensar nas pessoas que são tão preciosas para mim. Oiçam o ‘cameo’ do Sonovox do meu avô Alvino no final.”

 

Régine Chassagne dos Arcade Fire diz que a canção e o filme são tão relevantes hoje em dia quanto eram há oito décadas. “É uma história que precisamos de contar novamente”, diz. “Muito mudou desde 1941, e ainda continuamos na mesma saga de permitirmos que todas as pessoas aceitem e celebrem quem são neste planeta.”

 

Sharon Rooney, que retrata Miss Atlantis no novo “Dumbo”, interpreta “Baby Mine” no filme. O novo “Dumbo” foi realizado por Tim Burton e conta com banda sonora de Danny Elfman, sendo que chega às salas de cinema a 28 de março. A versão digital da banda sonora original de “Dumbo” será lançada a 29 de março e a edição física no dia 5 de abril.

 

 

dumbo_arcadefire.png

Jonas Brothers estão de volta! Grupo lançou novo single, “Sucker”... ouve aqui!

O célebre trio Jonas Brothers, um dos grandes grupos pop do século XXI, nomeados para prémios Grammy e com vários discos de platina, anunciaram o seu muito aguardado regresso à música. “Sucker” é o título do novo single do trio, o primeiro tema original que lançam em quase seis anos, já disponível em todas as plataformas digitais.

 

Depois de anos de especulações, a notícia confirmou-se com um teaser para o programa “The Late Late Show with James Corden”. No teaser, a banda anunciou oficialmente a sua reunião e estreou um excerto de “Sucker”.

 

Os Jonas Brothers abriram as portas para uma nova era de titãs na música pop. Ganharam três álbuns consecutivos n.º 1 e esgotaram concertos nos três continentes. Venderam mais de 17 milhões de álbuns com mais de 1 mil milhões de streams em todo o mundo e conquistaram dezenas de galardões de platina e ouro. Jonas Brothers receberam uma nomeação aos GRAMMY® Awards na categoria de “Artista Revelação”, ganharam os prémios de “Artista Revelação” nos American Music Awards, “Eventful Fans” da Billboard pela “Melhor Digressão do Ano”, e levaram para casa um Grammy mexicano, prova da sua influência internacional. O tremendo sucesso da banda proporcionou uma plataforma de lançamento para as carreiras solo bem-sucedidas de Nick Jonas, Joe Jonas e Kevin Jonas, que mantiveram os fãs leais, que aguardaram por uma reunião até agora.

 

 

jonasbrothers.png

Jimmy P feat. Carolina Deslandes - Contigo (prod. Suaveyouknow)

JIMMY

Diz-me que não,

se me vires ajoelhar para te pedir a mão

ou então pede-me um papel e faz um avião

como o que usaste para voar até ao meu coração,

Carol!

 

REFRÃO

Não te vou largar, contigo é para o que der e vier

Sei que vais lá estar, contigo é para o que der e vier

eu sei, eu sei ..

 

VERSO 1

Se isto é o começo é um bom ponto de partida

e se é um Deja Vu tu foste minha noutra vida

Se não foste, vou fazer os possíveis para que sejas

não mintas é com os lábios que me beijas

Não te julgo, tou longe de ser perfeito

longe de ser político, mas fui o teu eleito

ontem não sabia mas, hoje em dia eu sei

que até eu te encontrar a minha vida era um blind date

Para outras tou em off total,

então apita, que eu faço de ti a oficial

e não se explica, então só pode ser um sinal

que a nossa história foi escrita sem um ponto final

 

BRIDGE

Cruzamos os dedos,

esperamos pelo melhor,

sei dos teus segredos,

sei de ti ao pormenor

 

REFRÃO

Não te vou largar, contigo é para o que der e vier

Sei que vais lá estar, contigo é para o que der e vier

eu sei, eu sei ..

 

VERSO 2

Ficas comigo se eu chegar ao top?

É que o sucesso traz defeitos que não mudam nem com Photoshop

Prefiro não ser visto a esse nível

do que dar nas vistas para depois me tornar invisível

Porque isto é sério não é só um affair

por ti eu faço juras de amor, Pinky Swear

Tu queres o véu, a igreja e um anel dourado?

Se o que trazes é um futuro, considera dado

à volta do mundo, dentro do meu carro

à procura do final feliz que tens procurado

rendi-me às evidências e nem faço caso

se isto é uma coincidência é o mais belo dos acasos

 

BRIDGE

Cruzamos os dedos, esperamos pelo melhor

sei dos teus segredos, sei de ti ao pormenor

 

REFRÃO

Não te vou largar, contigo é para o que der e vier

Sei que vais lá estar, contigo é para o que der e vier

eu sei, eu sei ..

 

 

ee87e2a25ed63dda05435da2e3c67109e24b8410.jpg

Plutonio - Meu Deus

E eu cresci numa zona

Onde a paciência

Muitas vezes não funciona

Meias verdades

Fazem meia maratona

Mas o silêncio acaba

Por subir a tona (Ehhh)

Meu Deus porquê

Um homem chora

Só que ninguém vê

Meu Deus porquê

 

Triste realidade numa sociedade

Onde o meu texto incomoda

Porque tem verdade

Miúdas querem tar na moda

Tudo por vaidade

Putos novos vão de cana

Ainda menor de idade

Desde cedo a ter confrontos

Com a autoridade

Onde um sorriso a metade

Vale uma amizade

Falta comida no prato

Sobram problemas em casa

Muitas vezes solução é criminalidade

Quem lutou e quem ficou

Fecho os olhos vejo a dor

Minha avó falava sempre

Sobre o meu avô

Sobre ter princípios

Ser um homem de valor

Aprendi a não guardar ódio e rancor

Aprendi a nunca questionar o meu senhor

Mas se tu tas do meu lado

Responde a minha pergunta

Meu deus por favor

 

E eu cresci numa zona

Onde a paciência

Muitas vezes não funciona

Meias verdades

Fazem meia maratona

Mas o silêncio acaba

Por subir a tona (Ehhh)

Meu Deus porquê

Um homem chora

Só que ninguém vê

Meu Deus porquê

 

Por favor diz me porquê

Às vezes queria entender

Acredito num futuro mais bonito

Mas o barulho dos tiros

Faz me contradizer

Por favor diz me porquê

Só queria poder saber

Se ainda existe uma outra vida

Para além desta minha vida

Ou se o propósito

É nascer pra morrer

E de que vale ter valores materiais

Se ao fim de tudo somos iguais

Vivendo sem saber pra onde vais

Bambino foste embora cedo demais

Por favor diz me porquê

Só queria poder saber

O que dizer à minha filha

Ela pergunta onde é que estás

Mas eu não sei

como é que eu vou responder

 

E eu cresci numa zona

Onde a paciência

Muitas vezes não funciona

Meias verdades

Fazem meia maratona

Mas o silêncio acaba

Por subir a tona (Ehhh)

Meu Deus porquê

Um homem chora

Só que ninguém vê

Meu Deus porquê

 

 

plutonio.jpg

James Bay com concerto em nome próprio no Hard Club Porto, dia 31 de maio

James Bay, o multiplatinado artista, três vezes indicado para o Grammy e vencedor de um BRIT Award, acaba de anunciar o seu primeiro concerto em nome próprio no Porto, que terá lugar dia 31 de maio no Hard Club. A visita serve o propósito de apresentar o segundo álbum de estúdio “Electric Light”, editado em maio de 2018.

 

O cantor e guitarrista surpreendeu com um novo visual e novas sonoridades. O chapéu e os cabelos compridos, sem dúvida uma imagem de marca, acabaram por ficar para trás, e o músico surge com um novo visual mais pop. Nas canções são claras as referências a artista como Michael Jackson, Prince e até David Bowie.

 

Um concerto a não perder dia 31 de maio no Hard Club, no Porto.

 

jamesbayporto.png