Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MUSICPORTUGAL

Aqui, APOIAMOS O TALENTO NACIONAL!

MUSICPORTUGAL

15 de Abril, 2020

DESCOBRE AQUI O ÁLBUM DE ESTREIA DE JOANA ALMEIDA, "DESLUMBRAMENTO", QUE CONTA COM COLABORAÇÕES DE HÉLDER MOUTINHO, BOSS AC, LUÍSA SOBRAL, ÁTOA, ENTRE OUTROS.

Deslumbramento” é o álbum de estreia de uma das vozes mais promissoras do novo fado. É o reflexo da personalidade única de Joana Almeida enquanto fadista, da sua voz cativante que se movimenta pelo fado com leveza e segurança.

 

Deslumbramento” é também resultado de um intenso trabalho de colaboração com grandes autores e compositores da nossa praça. Além de ter sido produzido por Tiago Machado, que já trabalhou com Marco RodriguesMafalda Arnauth ou Mariza, o álbum conta ainda com as colaborações de nomes como Helder MoutinhoPedro da Silva MartinsLuísa SobralCátia OliveiraValter RoloBoss ACÁTOAJoão CoutoFernando CardosoTiago Correia e Billy Blanco.

 

No primeiro single retirado deste “Deslumbramento”, intitulado “Vem Ver A Lua”, Joana Almeida interpreta uma letra de Tiago Correia para o tradicional Fado Helena. Já no segundo single, “Fado dos Namorados”, a artista mostra-nos uma outra dimensão da sua música, interpretando um tema com letra e música de Guilherme AlfaceJoão Direitinho e Mário Monginho, mais conhecidos como integrantes da banda ÁTOA.

 

Descobre aqui na MUSICPORTUGAL o álbum de estreia da Joana Almeida.

Disponível em todas as plataformas digitais e em formato físico na FNAC [https://www.fnac.pt/Joana-Almeida-Deslumbramento-CD-CD-Album/a7516462#st=joana+almeida&ct=Todos+os+produtos&t=p].

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

joanaalmeida.png

15 de Abril, 2020

MÚSICA NOVA DO DIA I ESPERANÇA (PAULO FLORES & PRODÍGIO) - NZANBI

Nzambi”, significa Deus em Kimbundo, (lingua Bantu da região centro norte de Angola) é o primeiro avanço, primeiro single do álbum “A Benção e a Maldição " uma fusão de Esperança entre Paulo Flores e Prodígio, o testemunho de duas gerações na mesma causa.

 

Este primeiro tema " Nzambi " vem questionar aquele que para muitos de nós é o criador, sobre algumas questões pertinentes: Porque poucos têm tanto e muitos tão pouco? Porquê tanta desigualdade, tanta indiferença? Numa fase em que todos procuramos algum tipo de resposta para fazer frente aos desafios destes novos tempos, será que estava tudo escrito?  Será que depende de nós, ou será que devíamos depositar todas as nossas esperanças na nossa fé cada vez mais debilitada, na vida, na condição humana, na esperança de um melhor amanhã.

 

 

nzambi.jpg

 

15 de Abril, 2020

MÚSICA NOVA DO DIA I DEUSA - AQUÉM

As várias Páscoas (cristãs, judaicas, etc) que se celebram em muitos locais do Mundo, assim como os mais antigos rituais que festejam a Primavera, têm sempre como mote o fim de alguma coisa e o seu ressurgimento. As sementes que dão origem a um novo fruto; o Jesus morto que ressuscita para ser definitivamente Cristo; um amor, uma aliança, um ciclo qualquer da vida e da natureza (que pode até ser uma pandemia) que se auto-destrói para que, dos seus destroços, se erga algo diferente e quiçá melhor.
 
Aquém” — que pode ter esta leitura e mil outras alternativas, é o segundo single dos DEUSA, um dos dias mais sagrados da Páscoa: aquele em que Cristo se deixa morrer. O single sucede ao tema de estreia “Canção” e fará parte do primeiro álbum da banda, a editar nos próximos meses com selo da MWF – Music Without Frontiers.
 
Os DEUSA são um grupo formado pelos músicos e compositores João Afonso na voz e escrita, António Carvalhal na bateria, Bernardo Cruz nos teclados, Henrique Carvalhal na guitarra e Pedro Jónatas no baixo.

 

 

deusa_aquem.jpg