Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MUSICPORTUGAL

Aqui, APOIAMOS O TALENTO NACIONAL!

MUSICPORTUGAL

23 de Abril, 2020

ESTAS FORAM AS MÚSICAS QUE MAIS TOCARAM NAS RÁDIOS PORTUGUESAS ENTRE OS DIAS 16 E 22 DE ABRIL DE 2020

POWERED BY AUDIOGEST - ASSOCIAÇÃO PARA A GESTÃO E DISTRIBUIÇÃO DE DIREITOS

A seguinte lista é formada com base na audiência da música, que leva em conta o número total de ouvintes durante um período de 7 dias e os canais e horários em que elas foram tocadas.

 

SEMANA16 .jpg

 

Fonte: Bmat Music Innovators

http://www.audiogest.pt/top-airplay-2020?lang=pt

 

radio.jfif

23 de Abril, 2020

TOPIC É UM SUCESSO MUNDIAL POR CAUSA DO SINGLE "BREAKING ME"

No final do ano passado, o produtor alemão Topic regressou, acompanhado do enigmático produtor alemão A7S, com o single “Breaking Me”, uma canção pop poderosa que é um grande sucesso à escala mundial.

 

"Breaking Me" começa com uma voz extremamente cativante que lembra uma canção de embalar, levando o ouvinte a uma a capella imediatamente reconhecível. As letras emotivas aliadas aos sintetizadores e a uma linha de baixo brilhante fazem desta uma canção pop altamente viciante e talhada para as rádios.

 

Topic já amealhou milhões de streams com os seus lançamentos anteriores, desde a sua estreia com o single “Light Up”, em 2014, que alcançou os tops quase imediatamente. “Home (feat. Nico Santos)”, o seu tema mais bem-sucedido até à data, atingiu a marca de Platina na Alemanha e Dupla Platina na Austrália.

 

Após o sucesso de “Home”, lançou “Find You (feat. Jake Reese)”, “Perfect” com Ally Brooke, vocalista nas Fifth Harmony, “Let Us Love” com Vigiland Christopher e “Keep On Loving (feat. René Miller)”, um tema direcionado para as pistas de dança.

 

Como produtor, Topic chegou ao top 30 alemão com “Komm mit” de Liont. Topic continua, assim, a misturar vários géneros musicais, criando grandes hinos que conquistam os tops. “Breaking Me” é o seu mais recente sucesso.

 

 

topicbreakingme.png

23 de Abril, 2020

POST MALONE ANUNCIA TRIBUTO AOS NIRVANA QUE SERÁ TRANSMITIDO ONLINE ESTA SEXTA FEIRA, 24 DE ABRIL, NO YOUTUBE

Post Malone é um grande fã dos Nirvana. O rapper já tinha feito versões de canções da banda de Kurt Cobain, como “All Apologies” e “Lithium”, e referiu que a sua tatuagem que diz “Stay Away” é uma referência à canção com o mesmo título dos Nirvana.

 

Agora, Post Malone anuncia que fará um livestream de tributo aos Nirvana, que se realizará esta sexta-feira, 24 de abril, às 22h00 (hora de Portugal Continental) no Youtube.

 

Durante o tributo, Post Malone irá recolher fundos para a Organização Mundial de Saúde, no combate ao COVID-19.

 

 

postmalone.png

23 de Abril, 2020

MÚSICA NOVA DO DIA I SIMÃO REIS - GERAÇÃO MTV

Simão Reis, nascido na Trofa, é um multi-instrumentalista e raro escritos de canções à antiga. 

Após a criação de variados projectos com banda, Simão Reis estreia-se com o lançamento do seu projecto homónimo com canções de refrão contagiante e tão genuinamente portuguesas em que a característica guitarra eléctrica ecoa nos espaços em que a sua voz nortenha descansa.

"Geração MTV" é o seu novo single.

 

Acompanhada de um vídeo feito em casa, em "Geração MTV" tudo vem de sentimentos depressivos que assolam uma inteira geração. Mais pertinente que nunca, o vídeo retrata uma espécie de isolamento social que vem acompanhada por um sentido geral de indiferença e da incapacidade de distinguir pontos positivos de negativos.

A música retrata um sentimento comum numa geração que cresceu a ouvir a MTV e que com isso criou um tipo de expectativas que nunca serão satisfeitas na realidade. Composta em uma forma de rock melancólico e constante, "Geração MTV" entranha-se neste espírito colectivo de isolamento de uma forma quase assustadora. E isso demonstra uma capacidade impar de Simão Reis de compor músicas tremendamente humanas e honestas.

 

 

simaoreis.jpg

 

23 de Abril, 2020

GROGNATION X SAM THE KID - BODY [com letra]

[Verso 1: Papillon]
Homem mente, mulher mente
Mas o meu rap nunca
Barras muito quentes tipo Barra da Tijuca
Quem sente, é p'ra sempre
O sentimento não caduca
Sou Street Fighter, só cuspo fire, Hadouken (Hadouken!)
Ya, sou aquele pai que te educa
Sam no instrumental, isto sabe a cachupa
O rap está em altas
E tu sabes de quem é a culpa
Resumo em duas palavras, Deepak Looper
Parto com bué de fé
Que até o Papa já está com inveja
O people na missa pede p'ra passar o meu CD na igreja
Pálpebra sempre em pé, Papi o nigga que não pestaneja
E papo a porra do cake o topo fica só p'ra cereja
Então não confunde
Não venhas armado em vivo, tu vais virar um defunto
Rap Taekwondo, bate estilo Bruce Lee
O teu só bate no fundo
Venho com atitude, vibes e versos fodidos
Sem nunca perder o conteúdo
Não faço rap com cabeça, faço rap com o corpo todo
Acima de tudo é body


[Refrão: Papillon]
P'ra nós só compensa se for com pés e cabeça, yeah body
Da nuca ao calcanhar, nunca vou ficar anhar, yeah body
Anatomia de Grog com a sinfonia do Hip-hop no teu body
Fazemos a party e não há quem nos pare
E quando eu disparo já sabes que é body

[Verso 2: Harold]
Atiça que de missa nisto vai beef, ok?
Avisa que eu disse e friso que eu fiz a lei
Submisso ou postiço nisto é um riso nem
Venhas com isso que é esquizo vires contra o rei
Sempre em campo e sigo o rumo como antes
Por amor mas quero verdes tipo Bruno Fernandes
Número 10 'tou a pisar reais tipo é Bernabéu
Sem troféus o que cai do céu
Não faz diamantes (get it)
Sa foda Gucci não é moral
Eu quero fechar o Louvre
Pôr-te a gritar tipo o pai grande
Quando marca na Juve
Ouviste o Kappa, essa malta não 'tá a par do move
Partir o pescoço do moço isto tornou-se abus...ivo
De mais p'ra ser verdade, aulas de anatomia
É teu dia de faculdade
Juro que é cobardia, quando se juntam os 6
Grog e Sam, vais perder os 3 pela segunda vez


[Verso 3: nastyfactor]
No que toca a matar o game eu tenho as mãos amarelas
Não tenho paralelo mas são os putos que tão tagarelas
Então? Se não falo pão é o teu miolo que eu esfarelo
Se te dou carolo eu desmantelo a tua cabeça de boelo
Então cautela se abrires a goela levas por tabela
Tentas mas és fatela e depois ainda contas balelas
Falta-te força nas canetas não te aguentas das canelas
Por isso é que sentas e não pelas com os meus fellas
Boy eu dou body nesses beats, pancadaria
Dou-te a volta aos intestinos, o teu corpo avaria
'Tou bem Porco a curtir o headgame da tua Maria
E como ela atua, não é de bem, esquece essa paparia
Mas anyway, se custa a perceber tu vais sentir no body
Vais dar o braço a torcer quando eu te partir o rádio
Eu sou sádico, slice it up, um membro em cada lado e
Nunca mais digas nada a não ser que o nasty dá body

[Refrão: Papillon]
P'ra nós só compensa se for com pés e cabeça, yeah body
Da nuca ao calcanhar, nunca vou ficar anhar, yeah body
Anatomia de Grog com a sinfonia do Hip-hop no teu body
Fazemos a party e não há quem nos pare
E quando eu disparo já sabes que é body

[Verso 4: Sam The Kid]
O clero quer a minha a sala maga e roubar a vara
Então para e encara e considera o pêlo que me aclara a cara
Homem bala sem capacete vim para vencer a sina
Para ser assim na vida oiço o que a boca de cena ensina
E eu sigo a série de assédio ao mundo cénico
Querem levar a sério o papel de cego e no fundo seguem-te
- Yo Sam! Não venhas histérico
Eles querem que me engravides
Não é mistério, eu sou estéril dos ouvidos
Ouvia bué zumbidos uníssonos de acidez
E via pés unidos com juras sem lucidez
Não vim na rapidez e nem vim num reboque atrás
E ainda ninguém fez o que a minha canhota faz
Eu não relaxo até ser o gajo que tu amarás
Eu vim de baixo sou o mesmo gajo com panamás
Eu encorajo e dou instrumentais
Eu tenho canais de apoio cívico
Continuo com um "L" a mais que vê sinais de um olho cínico
Eu sou extra-marciano, eu vejo em hertziano
E este olho não se fecha como um peixe no oceano
Porque eu ponho a mão no queixo
Igualo um símbolo dantiano
E calculoso aplico força ao teu tecido craniano
É como se tivesse uma conversa com a tua massa gris
Só que é em verso e não interessa quanta massa fiz
Não dou esse material na praça à morte
Nem cada capital que passa no meu passaporte
E eu não suporto um boy ciumento
Quer superar o meu vencimento
Todo o meu percurso é lúcido tenho a planta no cimento
Pussy! Não há búzio que eu negocie o meu lombo
Não há músico que me divorcie da minha musa no meu ombro
Deu-me a luz e o meu nome
Sem crews ou uma claque
Só um crânio que me perfila e Marvila no meu sotaque
Vim com o brônquio na lamúria e mercúrio no meu sovaco
Eu era um puto num sofá com uma figa num pulso fraco
Punha a pressão na maçã e eu rimava sem pulmão
Não há brasão no meu sangue, há veia artesã na mão
Subi e só fazia cara de mau a um cara de pau
Que me via com uma cara de degrau
Então aprende isso, eu nunca fui apêndice
Há barras na parede com o meu nome num parêntese
Eu rimo o que aparento e sinto que onde eu entro eu singro
Com a caneta que me alimenta desde 95' (damn)
E agora há datas e fortunas
Gravatas metem patas em alturas muito oportunas
Mas eu nunca escrevi com pressão, ela entope tubas
Então nunca me comparem nem me metam em top tugas
Eu sei que muitos querem ser o primeiro
E são a primeira reedição
Imitacão dá bué bandeira e eu premeio a tradição
E todos querem ter carreira na primeira divisão
E metem pitas na banheira com a primeira dentição
Não há diferença!
E eu quero que o rapper que hoje ficou um torso reconheça
Que eu sei o que é ser rapper com catorze e com cabeça
Não quero saber quem pensa num Ferrari
Ou pertence ao Illuminati
Isso é ofensa e esse inglês é uma barbárie

 

 

grognationsamthekid.jpg

23 de Abril, 2020

GOOGLE LANÇA O PROJETO "COVID-19 COMMUNITY MOBILITY REPORTS" ONDE PODES DESCOBRIR QUAIS FORAM AS MUDANÇAS DE HÁBITOS DAS PESSOAS ANTES E DEPOIS DO INÍCIO DA PANDEMIA

O coronavírus mudou um bocadinho o nosso mundo. Deixámos de estar todos juntos, passamos a estar mais tempo em casa, não fomos mais ao nosso restaurante preferido, etc. São várias as mudanças nos hábitos de milhares de pessoas antes e depois do início da pandemia. 

 

Uma coisa é certa, mesmo que isto passe, vamos continuar a "sofrer" com algumas medidas de segurança, como o uso obrigatório de máscara e luvas. Enquanto não existir uma vacina para o COVID-19, os números vão continuar a subir, mesmo que de forma moderada ou lenta, e vamos continuar a estar proibidos de fazer algumas coisas.

É preciso não perder esperança... vai demorar, mas vai correr tudo bem!

 

À medida que as comunidades globais respondem ao vírus, a Google ouviu das autoridades de saúde pública que o mesmo tipo de informações agregadas e anônimas que usam em produtos como o Google Maps, as mesmas informações podiam ser úteis pois tomam decisões críticas para combater o COVID-19.

 

Caso não saibas, o Google Maps armazena várias informações e sabe de forma bastante surpreendente se estamos ou não a cumprir as recomendações das autoridades de saúde e como é que os nossos hábitos diários em termos de mobilidade se alteraram... um bocadinho assustador, saber que a Google recolhe essas informações sobre nós, mas isso é outra conversa. É importante referir, que a Google quando trata desses dados o que importa são as tendências globais e não o que cada um de nós faz.

 

Graças a esses dados, foi possível à empresa compilar todos essas informações no projeto "COVID-19 COMMUNITY MOBILITY REPORTS". Aqui podemos encontrar relatórios por país que mostram então quais foram as diferenças nos hábitos antes e depois do início da pandemia do coronavírus. Nesta plataforma conseguimos saber ainda o que é que mudou ao nível da procura de artigos ou espaços de lazer, comércio, transportes públicos, farmácias, etc.

 

Na página oficial do projeto, conseguimos então encontrar os dados por país... os ficheiros estão disponíveis no formato PDF para que os possas descarregar e analisar com mais atenção. Para esta notícia, pegamos obviamente no ficheiro "Portugal".

 

Através deste documento, conseguimos saber que...

[dados entre 29 de fevereiro e 11 de abril de 2020]

 

 - As tendências de mobilidade para lugares como restaurantes, cafés, centros comerciais, parques temáticos, museus, bibliotecas ou cinemas caíram -78%;

 - Idas a lugares como supermercados, mercados, drogarias, e farmácias caíram -40%;

 - Idas a parques, praias, jardins públicos também caíram -73%;

 - Utilização de transportes públicos como metro, autocarros, comboio caíram -77%;

 - Idas para os locais de trabalho reduziram em -58%;

 - A taxa de ficar em casa aumentou, como seria de esperar, em +26%.

 

No documento, consegues analisar os dados por cidade (Porto, Lisboa, Açores, etc.).

https://www.gstatic.com/covid19/mobility/2020-04-11_PT_Mobility_Report_en.pdf

 

É uma excelente ideia a Google partilhar estes dados com todos nós, mas a empresa diz que a principal ideia desta plataforma é servir as autoridades públicas de saúde na ajuda ao combate do vírus. Segundo informações do blog oficial da Google, “Além de outros recursos que as autoridades de saúde pública possam ter, esperamos que esses relatórios ajudem a apoiar decisões sobre como gerir a pandemia de Covid-19. Por exemplo, estas informações podem ajudar as autoridades a entender mudanças em viagens essenciais que podem moldar recomendações sobre os horários comerciais ou informar as ofertas de serviços de entrega. Da mesma forma, visitas persistentes a pontos de transportes públicos podem indicar a necessidade de adicionar mais autocarros ou comboios para permitir que as pessoas que precisam viajar para o espaço se espalhem para o distanciamento social”.

 

Faz a tua parte, e fica em casa!

Se tiveres que sair de casa, não te esqueças de usar máscara e luvas... a segurança deve ser a tua principal prioridade.

Vai ficar tudo bem! Acredita.

 

google.jpg

FONTE NOTÍCIA: https://shifter.sapo.pt/2020/04/google-relatorio-covid-19/