Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MUSICPORTUGAL

UM NOVO CONCEITO DE MÚSICA!

[ESPECIAL] Entrevista MUSICPORTUGAL & UNIVERSAL I Tomás Adrião

MUSICPORTUGAL e a editora Universal Music Portugal voltam a juntar-se para mais uma grande entrevista... depois de Fernando Daniel, Ana Bacalhau, Marco Rodrigues, João Couto e Sara Correia, Tomás Adrião, vencedor da 5.ª edição do The Voice Portugal, é agora o nosso sexto convidado!

 

Nesta nova entrevista, Tomás fala-nos sobre a sua música e influências, os grupos que teve antes da participação no The Voice e projetos para o futuro! Fica a conhecer aqui o single de estreia, "A Vontade":

 

 

Agradecimento especial à Mariana Morado (Digital Promotion I Universal Music Portugal), que teve o cuidado de preparar a entrevista para o nosso convidado! Volto a apelar à tua partilha desta nova entrevista da MUSICPORTUGAL & UNIVERSAL.

 

 

 - Tomás, antes de mais, fala-nos um pouco de ti... em algumas palavras como te descreves?

Sou apenas um rapaz que quer contar histórias ao som da música que tanto quero fazer.

 

 - Como surgiu a tua paixão pela música?

A minha paixão pela música nasceu a partir do momento em que tive o primeiro contacto com instrumentos musicais, e mais especificamente com uma guitarra oferecida quando fiz os meus sete anos. Mais tarde, quando comecei a estudar música e a ter os meus primeiros projetos, esta paixão cresceu ainda mais.

 

 - Aos 14 anos tiveste uma banda de versões. Como se chamava a banda e o que fazias lá?

Ao formar a minha primeira banda, a qual que nunca ficou com um nome definido. Comecei a ter os meus primeiros concertos e a perceber cada vez mais que era aquilo que queria fazer como profissão. Nesta banda cantava e também tocava guitarra.

 

 - Depois lançaste um novo grupo. Fala-nos também disso.

Mais tarde, formei um outro grupo em que o objetivo já não era fazer versões de outras músicas, mas começar a fazer a minhas primeiras músicas originais. Foi a partir desse momento que nasceu o gosto de querer fazer músicas originais e a usar todas as minhas energias ao tentar fazê-lo.

 

- Quem são as tuas influências a nível musical? E porquê?

As minhas influências musicais são bandas como os Beatles, Pink Floyd, The Smiths,... e também artistas como Bob Dylan, James Bay, John Mayer, David Bowie, Mac DeMarco, etc. Estas são as minhas principais influências, porque para além de me identificar com o som deles, também me ensinam que música não pode ser plastificada, mas sentida e sincera, é dessa forma que quero fazer sempre a minha música.

 

 - Tens alguma música a que possas chamar de "a música da tua vida"?

Penso que não tenho nenhuma música que possa chamar “música da minha vida”, acho que todas as músicas que me ensinam algo, fazem parte da minha vida.

 

 - Porque é que decidiste participar no The Voice Portugal? Quem é que te apoiou muito nessa fase?

Decidi, na altura, participar no The Voice para agarrar uma oportunidade. Nunca esteve nos meus planos ganhar o programa, claro que fiquei muito grato pela vitória, porque deu me muito mais do que eu pedia. Hoje agarro essa oportunidade com todas as minha forças para conseguir fazer aquilo que mais gosto. Se não fosse essa vitória, provavelmente nunca iria conseguir fazer o que faço hoje.

 

 - Marisa Liz, como tua mentora no programa da RTP, o que é que te ensinou?

Além de me dar excelentes conselhos ao longo do programa e me ensinar um pouco mais deste mundo tão novo para mim, manteve- se ao meu lado após programa e continuou ao meu lado a ensinar-me sempre um pouco mais todos os dias.

 

 - Esperavas vencer um dos maiores programas de música em Portugal? Como te sentiste após a vitória?

Nunca pensei ganhar o programa. Mas claro que me senti muito grato por ter ganho, senti-me muito feliz. Guardo essa experiência para sempre.

 

 - Lançaste há muito pouco tempo o teu single de estreia. Chama-se "A Vontade". Fala-nos deste single.

Em “A Vontade”, conto uma história de amor, sobre alguém que se cansou de lutar, que já não acredita na relação que tem com a outra pessoa. Alguém que sabe que o amor é uma corrida, que já não se consegue ganhar, mas que ao mesmo tempo corre para algo novo, libertando toda a tristeza que guardou. Para além desta história de amor infeliz a música tem extensão suficiente para ser interpretada de maneiras diversas. Nesta vida temos sempre corridas em que não conseguimos ganhar e a música transmite essa mensagem.

 

 - O que podemos esperar de ti em 2019?

Novos singles ou até mesmo novo álbum? Neste ano espero conseguir lançar mais um single e um álbum. Tudo aponta para que se realizem estes objetivos.

 

 - Aproveita agora o teu tempo de antena e deixa uma mensagem a todos os teus fãs que vão poder ler esta entrevista na MUSICPORTUGAL.

A única mensagem que posso deixar-vos é um obrigado gigante! Obrigado por estarem comigo nesta fase da minha vida e por gostarem do que eu faço! Vou fazer os possíveis para continuar a fazer música para vocês.

 

ENTREVISTA_TOMASADRIAO.png