Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MUSICPORTUGAL

APOIAMOS O TALENTO NACIONAL! đŸ‡”đŸ‡č

24.05.18

MDO - Até Quando


Tiago Ferreira

Não adianta olhar pro céu
Com muita fé e pouca luta
Levanta aĂ­ que vocĂȘ tem muito protesto pra fazer
E muita greve, vocĂȘ pode, vocĂȘ deve, pode crer

NĂŁo adianta olhar pro chĂŁo
Virar a cara pra nĂŁo ver
Se liga aĂ­ que te botaram numa cruz e sĂł porque Jesus
Sofreu nĂŁo quer dizer que vocĂȘ tenha que sofrer!

AtĂ© quando vocĂȘ vai ficar usando rĂ©dea?
Rindo da própria tragédia
AtĂ© quando vocĂȘ vai ficar usando rĂ©dea?
Pobre, rico ou classe média
AtĂ© quando vocĂȘ vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
AtĂ© quando vocĂȘ vai ficando mudo?
Muda que o medo Ă© um modo de fazer censura

AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ser saco de pancada?

VocĂȘ tenta ser feliz, nĂŁo vĂȘ que Ă© deprimente
O seu filho sem escola, seu velho tĂĄ sem dente
CĂȘ tenta ser contente e nĂŁo vĂȘ que Ă© revoltante
VocĂȘ tĂĄ sem emprego e a sua filha tĂĄ gestante
VocĂȘ se faz de surdo, nĂŁo vĂȘ que Ă© absurdo
VocĂȘ que Ă© inocente foi preso em flagrante!
É tudo flagrante! É tudo flagrante!

AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ser saco de pancada?

A polĂ­cia
Matou o estudante
Falou que era bandido
Chamou de traficante!
A justiça
Prendeu o pé-rapado
Soltou o deputado
E absolveu os PMs de VigĂĄrio!

AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ser saco de pancada?

A polĂ­cia sĂł existe pra manter vocĂȘ na lei
Lei do silĂȘncio, lei do mais fraco
Ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco
A programação existe pra manter vocĂȘ na frente
Na frente da TV, que Ă© pra te entreter
Que Ă© pra vocĂȘ nĂŁo ver que o programado Ă© vocĂȘ!
Acordo, nĂŁo tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar
O cara me pede o diploma, nĂŁo tenho diploma, nĂŁo pude estudar
E querem que eu seja educado, que eu ande arrumado, que eu saiba falar
Aquilo que o mundo me pede nĂŁo Ă© o que o mundo me dĂĄ
Consigo um emprego, começa o emprego, me mato de tanto ralar
Acordo bem cedo, nĂŁo tenho sossego nem tempo pra raciocinar
Não peço arrego, mas onde que eu chego se eu fico no mesmo lugar?
Brinquedo que o filho me pede, nĂŁo tenho dinheiro pra dar!
Escola! Esmola!
Favela, cadeia!
Sem terra, enterra!
Sem renda, se renda! NĂŁo! NĂŁo!

AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
AtĂ© quando vocĂȘ vai levando? (Porrada! Porrada!)
Até quando vai ser saco de pancada?

Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente!
Na mudança de atitude não hå mal que não se mude nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro!

AtĂ© quando vocĂȘ vai ficar levando porrada
Até quando vai ficar sem fazer nada
AtĂ© quando vocĂȘ vai ficar de saco de pancada?
AtĂ© quando vocĂȘ vai levando

 

FONTE DA LETRA: http://letras-musica-traducao-portugues.blogspot.pt/2018/05/ate-quando-letra-mdo.html

 

 

mdoatéquando (1).jpg