Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MUSICPORTUGAL

APOIAMOS O TALENTO NACIONAL! 🇵🇹

10.04.17

P.P [Partilha.Pessoal] I «Caminhada da Quaresma» - DOMINGO DE RAMOS & SEMANA SANTA (por Pedro Santos & Tiago)


Tiago Ferreira

«A MUSICPORTUGAL também é um blog que te pode ajudar a refletir nos momentos ideais, por isso ao longo das próximas seis semanas da Quaresma, vou tentar aprofundar o verdadeiro significado dos símbolos batismais da água, da luz e da vida. Quem me conhece sabe que sou uma pessoa muito ligada à religião, e então este ano, tive a bela decisão de partilhar com os meus leitores, o que realmente significa a Quaresma para mim! Procura através destas minhas partilhas pessoais, o verdadeiro significado desta época, e convido-te assim, nestes dias até à Páscoa, a refletir… individualmente, na tua família, com os teus amigos e na tua equipa de trabalho, sobre o que podes renovar, crescendo mais espiritualmente num percurso de partilha, de consciência e de fé.»

 

 

 

DOMINGO DE RAMOS & INÍCIO DA SEMANA SANTA

Ontem, dia 09 de abril, celebrou-se o Domingo de Ramos, um dia em que a liturgia «convida-nos a contemplar esse Deus que, por amor, desceu ao nosso encontro, partilhou a nossa humanidade, fez-Se servo dos homens, deixou-Se matar para que o egoísmo e o pecado fossem vencidos. A cruz (que a liturgia deste domingo coloca no horizonte próximo de Jesus) apresenta-nos a lição suprema, o último passo desse caminho de vida nova que, em Jesus, Deus nos propõe: a doação da vida por amor.» O Evangelho convida-nos ainda a contemplar a paixão e morte de Jesus: é o momento supremo de uma vida feita dom e serviço, a fim de libertar os homens de tudo aquilo que gera egoísmo e escravidão. Na cruz, revela-se o amor de Deus – esse amor que não guarda nada para si, mas que se faz dom total.

 

EVANGELHO DO DOMINGO DE RAMOS: EVANGELHO – Mt 26,14 – 27,66

Mais uma vez, pedimos ajuda ao Pedro Santos, que nos fez uma reflexão, não só sobre o Evangelho do Dia, mas também sobre o Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor.

 

 

 

«Neste domingo, celebramos dois grandes mistérios, dois dos momentos mais sagrados de toda a santa liturgia... viemos diretamente de Lázaro e da Bitânia acompanhando Jesus até as pontes de Jerusalém e eis que chegamos a este grande domingo! O domingo em que aclamamos Cristo como Rei nas nossas ruas e logo a seguir assistimos a Sua paixão, monte e Sepultura. E, assim com esta imagem de Sepolteina somos enviados para a Semana maior de toda a nossa fé! A par da imagem de um Cristo Sepultado, é nos dá-do três frases... "Desejei antentamente comer convosco esta Páscoa antes de sofrer"; "Quem Me vai entregar é aquele que come comingo"; "Eu estou no meio de vós como aquele que serve". E assim ficamos... No escuro do Túmulo e de nada entender, ora Sólido de nã ter Jesus no nosso meio e do Sentimento da morte!!! E chega ao momento em que não temos o que dizer! Apenas experimentar o Sentimento de SOLIDÃO............

por Pedro Santos       09-ABRIL-2017

 

 

"A morte de Jesus tem de ser entendida no contexto daquilo que foi a sua vida. Desde cedo, Jesus apercebeu-Se de que o Pai O chamava a uma missão: anunciar esse mundo novo, de justiça, de paz e de amor para todos os homens. Para concretizar este projecto, Jesus passou pelos caminhos da Palestina “fazendo o bem” e anunciando a proximidade de um mundo novo, de vida, de liberdade, de paz e de amor para todos. Ensinou que Deus era amor e que não excluía ninguém, nem mesmo os pecadores; ensinou que os leprosos, os paralíticos, os cegos, não deviam ser marginalizados, pois não eram amaldiçoados por Deus; ensinou que eram os pobres e os excluídos os preferidos de Deus e aqueles que tinham um coração mais disponível para acolher o “Reino”; e avisou os “ricos” (os poderosos, os instalados), de que o egoísmo, o orgulho, a auto-suficiência, o fechamento só podiam conduzir à morte." http://www.dehonianos.org/portal/domingo-de-ramos-ano-a/

 

Faça a seguinte reflexão... «Contemplar a cruz, onde se manifesta o amor e a entrega de Jesus, significa assumir a mesma atitude e solidarizar-se com aqueles que são crucificados neste mundo: os que sofrem violência, os que são explorados, os que são excluídos, os que são privados de direitos e de dignidade… Olhar a cruz de Jesus significa denunciar tudo o que gera ódio, divisão, medo, em termos de estruturas, valores, práticas, ideologias; significa evitar que os homens continuem a crucificar outros homens; significa aprender com Jesus a entregar a vida por amor… Viver deste jeito pode conduzir à morte; mas o cristão sabe que amar como Jesus é viver a partir de uma dinâmica que a morte não pode vencer: o amor gera vida nova e introduz na nossa carne os dinamismos da ressurreição.»

 

 

17021579_1296295370466709_5801618573997282182_n.pn

 

Nestes dias que faltam até à Páscoa, convidamos-te a refletir… individualmente, na tua família, com os teus amigos e na tua equipa de trabalho, sobre o que podes renovar, crescendo mais espiritualmente num percurso de partilha, de consciência e de fé.

Partilha comigo os teus pensamentos pessoais... o que quiseres! Está à vontade. Afinal de contas, todos temos o direito de poder fazer as nossas PARTILHAS.PESSOAIS!

A PARTIR DE QUINTA FEIRA SANTA E ATÉ DOMINGO, CONHECE O VERDADEIRO SIGNIFICADO DESTES DIAS, COM REFLEXÕES, MÚSICAS... E MUITO MAIS, NA NOSSA PÁGINA OFICIAL DO FACEBOOK!