Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MUSICPORTUGAL

APOIAMOS O TALENTO NACIONAL! 🇵🇹

CLICA NA IMAGEM PARA VOTARES. SÃO 98 ÁLBUNS, MAS SÓ UM É QUE PODE SER O MELHOR ÁLBUM DE 2021.
PUBLICIDADE
06.09.21

PRODÍGIO x MONSTA x NGA - BALAS NÃO ESCOLHEM NOMES (com letra)


Tiago Ferreira

[Intro: Prodígio & NGA]
Killing season
Dope Muzik, motherfuckers
Pé no pescoço
Fuckin' around, né? (Hey, uham)

[Refrão: NGA]
(Hey) Balas não escolhem nome (A morte a todos acerta)
Não há circo sem palhaços (E tu, calado és um—)
(Hey) Balas não escolhem nome (A morte a todos acerta)
Não há circo sem palhaços
E tu calado és um poeta, nigga

(Hey, hey) Poeta (Hey, hey) Yo, Pecas

[Verso 1: Prodígio]
Será que ainda tenho que provar que sou fodido?
Depois de ter batido o vosso suposto escolhido
Falou meu nome em vão, armado em atrevido
Ele nem queria smoke, morreu fumador passivo
Não existe um FDP que teste o nigga no ativo
Tu és pesticida, eu sou teste de SIDA, positivo
Dizem que as barras 'tão a ficar desagradáveis
Mudei de casa, eu já não tinha espaço p'ros cadáveres (Ya)
O meu vizinho mais próximo 'tá tão longe, eu não sei quem ele é
Nunca lhe disse "bom dia" até hoje (Olá)
De Pro Evolution p'ra donos do clube
Sócio de wis que influenciam o valor do crude (Execu—)
Pé no pescoço, George Floyd, can you breathe?
King 2da, I'm the one, Keanu Reeves (Yeah)
Tira o pé com a tua tropera enquanto há time
Segundo verso é dum pitt sem coleira nem açaime (2da)

[Refrão: NGA]
Balas não escolhem nome (Não) (A morte a todos acerta)
Não há circo sem palhaços (E tu, calado és um— shh)
Hey

[Verso 2: Monsta]
Palhaço, é melhor baixares o volume e melhorar o timbre
Essa merda aqui é outro tipo de calibre
(Isso é rajada, motherfucka)
Tipo que não sabem do que se trata
Dispara a tua Uzi, o tiro vai sair pela culatra, yeah
Aqui o fogo nunca cessa
A mira é que não 'tá mais na vossa cabeça
É só no menu que têm lugar à mesa
E no menu, vocês são sobremesa
Ca-cambada de bolos fofos que querem tempo de antena
A rede aqui é complicada, e atender nem vale a pena
Egocentrismo dá ilusão de protagonismo
Nigga, és básico
Aqui só kuya se tocar na ferida, isso é p'ra sádicos
Então sempre que eu cuspo, sangra, isso virou hábito
Eu não 'tou só a ficar mais velho
'Tou-me a transformar num clássico
E o que nos difere das vossas palhaçadas
É que nós carregamos balas me'mo quando fazemos baladas
Então controlem as emoções, as munições não 'tão contadas
Balas não escolhem nome, mas as campas 'tão reservadas, nigga

[Outro: NGA & Monsta & Prodígio]
(A morte a todos acerta) Monsta
E tu calado és um poeta, nigga
Fuckin' around né, fucking around né?
Fuckin' around né, fucking around né?
Ganda' Fernando Pessoa
Ah pois é, balas não têm nomes, é óbvio
Mas não podemos dizer o mesmo sobre as certidões de óbito

 

 

PRODIGIO MONSTA.png